DeSTDA, nova sigla obrigatória para os optantes do Simples Nacional.

"DeSTDA, nova sigla obrigatória para os optantes do Simples Nacional. "

Publicado em 1 de fevereiro de 2016 - 17:16 horas - Obrigações acessórias

Simples Nacional


Uma nova sigla surgiu em 2016 para os empresários contábeis: a DeSTDA – Declaração de Substituição Tributária, Diferencial de Alíquotas e Antecipação, que a partir deste mês passa a ser obrigatória. Regulamentada pelo ajuste Sistema Nacional de Informações Econômicas e Fiscais (Sinief) 12/2015, a DeSTDA é uma obrigação mensal que visa informar ao fisco as operações praticadas pelas empresas do Simples Nacional que trabalham com transações interestaduais.

Para cada operação sujeita ao recolhimento do Diferencial de Alíquotas é necessário gerar uma Guia de Recolhimento de Tributos Estaduais (GNRE), que deve gerar um custo tributário e operacional ainda maior para as empresas.

De acordo com o presidente do Sindicato das Empresas de Assessoramento, Perícias, Informações, Pesquisas e de Serviços Contábeis de Londrina e Região (Sescap), Jaime Cardozo, “é mais uma obrigação acessória que surge para aumentar o volume de trabalho dentro das empresas e onde, em muitos casos, provavelmente seja necessário contratar um funcionário apenas para cuidar desta questão. Isso ocorre porque este funcionário deverá ficar responsável por monitorar todas as operações de vendas interestaduais da empresa, elevando os custos operacionais do empresário. Por outro lado, quando a operação interestadual estiver sujeita ao recolhimento do ICMS Substituição tributária, será pior ainda, pois, além do custo operacional maior, a Microempresa e Empresas de Pequeno Porte optantes pelo Simples Nacional terão mais uma vez elevada a sua carga tributária”.

Fonte: http://www.jornalcontabil.com.br/?p=6198





Rua José Gabriel, 213, centro - Ijuí / RS. CEP: 98700-000.

Telefone: (55) 3332 9145.